Empreendedorismo, Negócios

Procurando Emprego – Dicas de um recrutador

Não adianta ficar diariamente revirando redes sociais e sites de emprego. Esse hábito, além de pouco eficiente, vai aumentar seu sentimento de angústia e frustração. O que eu fiz foi um pouco diferente. Nas minhas segundas-feiras, quando boa parte das pessoas ia trabalhar, eu fazia o mesmo. Meu trabalho de segunda era procurar emprego de forma planejada e objetiva. Escolhi quais seriam os sites e redes sociais, defini palavras-chave para as minhas buscas e filtros de pesquisa para evitar retrabalho.

Agora, como isso funciona na prática?


1) Para quem não sabe o que quer, qualquer coisa serve:

Defina quais são os seus objetivos profissionais. Quando você estabelece um objetivo, o universo de pesquisa fica reduzido e a chance de encontrar o que procura aumenta substancialmente.

No meu caso, eu defini que procuraria oportunidades alinhadas às minhas experiências com as seguintes palavras-chave: gerente de projeto, gerente de ti, gerente de sistema, transição, PMO, projeto, tecnologia, informática, professor e instrutor.

Atenção: se o objetivo for também oportunidades em empresas multinacionais, é necessário fazer a pesquisa com as chaves em inglês.

2) Não precisa procurar emprego todos os dias:

Um grande número de pessoas recomenda o contrário, mas os sites possuem recursos de filtro que ajudam bastante nessa hora. Se você estabelece o hábito de uma vez por semana (na segunda-feira, por exemplo), fazer suas pesquisas, é possível filtrar as vagas publicadas nos últimos sete dias.

Concentrando seus esforços de procura de emprego uma vez por semana, te permitirá usar o restante da semana para inúmeras outras coisas: praticar atividade física, encontrar com pessoas, estudar, fazer uma atividade voluntária, enfim, todas aquelas coisas que precisamos fazer para nosso bem estar.

3) Escolha onde procurar:

Compartilhei algumas experiências com o uso de sites de procura de emprego em “Sites de emprego e o eterno dilema: pagar ou não pagar?“.

Além dos sites de emprego e do LinkedIn, faça uma lista das principais empresas (e dos setores) onde você gostaria de trabalhar, identificando onde as vagas destas empresas são publicadas. Se as publicações forem feitas no site institucional. adote o hábito de verificar as sessões de “trabalhe conosco” com a mesma frequência.

4) Siga o plano:

Quando navegamos pela Internet, a todo tempo somos bombardeados com anúncios, pop-ups e outras interrupções que insistem em desviar a nossa atenção, sendo muito fácil perder o foco. O mesmo vale para o aparelho celular.

Fique atento a estas interrupções e, uma vez estabelecido o que e onde procurar, siga o roteiro de forma disciplinada.

5) Coloque links no seu roteiro com as chaves de pesquisa

Um dica interessante é fazer um “favoritos” dos links que você acessa. Os sites de pesquisa criam um link específico com os seus critérios de pesquisa, conforme o exemplo abaixo:

https://www.vagas.com.br/vagas-de-%22gerente-de-projeto%22?

Usando esse link, eu não preciso abrir o site, digitar o conteúdo de pesquisa e clicar em procurar. Quando o volume de pesquisa é grande, há um significativo ganho de produtividade. Poupe seu tempo!

6) Utilize os sites de empresas de hunting:

O número de empresas de recrutamento é grande, portanto pesquise e procure eleger aquelas que trabalham vagas no seu setor. Algumas opções: Michael Page, Page Personnel, Robert Half, Hays, Randstad, Addeco… e por aí vamos.

7) Deixe os sites trabalharem para você:

Os sites de divulgação de vagas e das empresas de hunting possuem recursos de pesquisas que podem ser salvas, enviando notificações periódicas por e-mail. Deixe a tecnologia trabalhar a seu favor!

8) Procure oportunidades no LinkedIn

As grandes empresas tem migrado a divulgação de vagas para o LinkedIn e são muitas as divulgações feitas nesta rede social.

Trabalhe a sua marca pessoal, criando um perfil atraente e use a pesquisa de vagas do LinkedIn.

9) Não coloque todos os ovos numa única cesta:

Sites de vagas, empresas de hunting e o próprio LinkedIn são ótimos vertedouros de oportunidades, mas nem sempre a taxa de sucesso é a esperada.

Recomendo a leitura de “A construção de uma oportunidade de trabalho”. Nossa realidade é de uma grande demanda por parte das empresas de profissionais qualificados para resolver problemas pontuais, apesar da dificuldade de se encontrar emprego.



Artigo de Pedro Guerra – 
PMP | Gerente de Projeto | Tecnologia | Transição | PMO | Palestrante |
LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/pedroguerraalmeida/

 

Author


Avatar